TJAM conquista categoria “Ouro” no Prêmio CNJ de Qualidade

Escrito por Administrador, 03/12/2020

Neste ano, premiação foi dividida por segmento de justiça e premiou tribunais conforme pontuação obtida em critérios de quatro eixos definidos.


O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) conquistou a categoria “Ouro” no Prêmio CNJ de Qualidade, divulgado na manhã desta sexta-feira, por videoconferência, durante o “XIV Encontro Nacional do Poder Judiciário”.


A premiação reconhece os tribunais com melhores resultados obtidos com base em critérios de quatro eixos: governança; produtividade; transparência; e dados e tecnologia. E aqueles com melhor colocação foram reconhecidos nas categorias “Diamante”, “Ouro” e “Prata”. Para a categoria “Diamante”, é preciso obter no mínimo 70% da pontuação; para “Ouro”, pelo menos 60%; e para “Prata”, no mínimo 50%.


“A conquista da categoria ‘Ouro’ engrandece a dedicação dos servidores e magistrados do nosso TJAM. Há de se destacar a gestão do órgão diretivo anterior, com os desembargadores Yedo Simões, Wellington de Araújo e Lafayette Vieira, no ano de 2019 e metade de 2020. E agora, sob novo comando, com a participação brilhante e eficaz das desembargadoras Carla Reis e Nélia Caminha, com certeza apoiados pela união de esforços de todos os colegas, caminharemos para o ‘Diamante’”, declarou o presidente do TJAM, Domingos Jorge Chalub Pereira. 


O presidente Chalub acrescentou que a conquista do TJAM ganha ainda mais relevância, considerando que o Amazonas foi um dos Estados mais afetados pela pandemia da covid-19, o que exigiu esforços redobrados para manutenção dos serviços jurisdicionais, num contexto de distanciamento social necessário para a proteção de todos. 

 

Neste ano, a premiação também foi dividida em categorias por segmento de justiça, comparando os similares de cada área (Tribunais superiores, de Justiça, Tribunais Regionais Federais, Tribunais Regionais do Trabalho, Tribunais de Justiça Militar).


Entre os Tribunais de Justiça Estaduais, a premiação ficou da seguinte forma: Categoria “Diamante” foi conquistada pelo TJDFT, TJRO, TJRR; a Categoria “Ouro” pelo TJAC, TJAP, TJAM, TJMT, TJPR, TJSC, TJSE; e a Categoria "Prata" - TJBA, TJMS, TJMG, TJPB, TJRN, TJRS, TJSP, TJTO.


“O Premio CNJ de Qualidade evolui a cada ano, de forma a acrescentar novos critérios, que aconteceu nos anos anteriores e neste ano, e também reajustando os requisitos, de forma que fica até mais rigoroso. Isso deixa os tribunais que ganharam, incluindo o TJAM, ainda mais lisonjeados, porque é mais difícil de ser alcançado, tanto é que há tribunais que ficam sem ganhar nenhum prêmio”, afirma o diretor da Divisão de Tecnologia da Informação e da Comunicação do TJAM, Ricardo Câmara.


Ele avalia que “foi um excelente resultado alcançado por todo o TJAM e hoje o prêmio abrange praticamente todas as áreas, então é um prêmio que todos os servidores e magistrados devem ficar bastante orgulhosos”. E acrescenta que no eixo de dados e tecnologia, o TJAM foi o primeiro Tribunal Estadual no Índice de Governança, Gestão e Infraestrutura de Tecnologia da Informação e Comunicação do Poder Judiciário (iGovTIC-JUD).


Transmissão


Durante a transmissão, o conselheiro Luiz Fernando Keppen, que presidiu o evento, agradeceu a presença de todos os presidentes de tribunais e disse que os requisitos de avaliação abrangem temáticas diversas e que a premiação reflete os resultados obtidos pelos tribunais. Keppen parabenizou os premiados, disse que todos merecem os elogios pelo comprometimento que tiveram ao longo do tempo de avaliação para cumprir as metas e objetivos.


A diretora executiva do Departamento de Pesquisas Judiciárias, Gabriela Azevedo, disse que o prêmio nasceu com o “Justiça em Números”, com vários requisitos, que exigem uma análise complexa e espera que de fato esteja refletindo os trabalhos dos tribunais; ressaltou que foram levadas em consideração questões que poderiam ter impacto por causa da pandemia, parabenizou os representantes e informou que os tribunais serão informados por e-mail sobre os quesitos avaliados, e que os certificados e troféus serão enviados via correio.

AMAZON - Associação dos Magistrados do Amazonas - 2021